Assistência Social
Aliança de MIsericórdia

IDOSOS

Morada da LUZ

 

A Morada Nova Luz é administrada pela Aliança de Misericórdia desde 2009 e comporta 100 vagas para idosos em situação de rua, sendo 32% das vagas para mulheres e 68% para homens. O objetivo é auxiliá-los a adquirirem seus direitos e cumprirem suas obrigações como cidadão. Oferece um cardápio de qualidade a fim de preservar a saúde, sendo tudo preparado com muito amor e dedicação.

Desenvolvemos uma grade de atividades para que nossos idosos sejam estimulados, oferecendo mais de 12 tipos de jogos didáticos, uma biblioteca, centro de informática, além de diversas atividades desenvolvidas durante a semana por benfeitores que se colocam a serviço dos idosos.

Atualmente três projetos estão em andamento: a oficina de mosaico, oficina de costura e oficina de grafite, que serão ministrados pelos nossos idosos artistas e para as atividades diárias, contamos com uma equipe de 24 colaboradores.

 

ADULTOS

João Paulo II

 O Centro de Acolhimento João Paulo II é um centro de acolhida para adultos em situação de rua. Está estabelecido em uma casa, fundada em 2011, com capacidade de atendimento para 180 homens de 18 a 65 anos, sendo 80 vagas/dia e 100 vagas/noite, priorizando casos que, de acordo com avaliação social, demandam atendimento integral. 

O serviço oferece acolhida, alimentação, acessibilidade, espaço com condições de repouso, espaço de estar e convívio, encaminhamento para acesso aos benefícios socioassistenciais, banho e higiene pessoal, atividades culturais e recreativas, oficinas de preparação para o mundo do trabalho.

Um dos principais objetivos é construir o processo de saída das ruas, respeitando a situação da pessoa atendida e promover ações para a reinserção familiar e comunitária. Neste serviço o acolhido tem acesso à documentação pessoal e acesso à rede socioassistencial, benefícios, BPC e programas de transferência de renda além de contar com uma equipe técnica composta por três profissionais sendo dois assistentes sociais e um psicólogo. 

 

Casa Restaura-me

A Casa Restaura-me é um núcleo de convivência para adultos em situação de rua. É uma casa cujo nome é “Porta Aberta”, pois o projeto atende em média 350 pessoas por dia, entre homens e mulheres adultos, que podem escolher entre permanecer na casa o tempo inteiro do atendimento que funciona das 08h00 às 17h00, ou participar apenas de alguma atividade pontual.

 O serviço oferece acolhida, alimentação, espaço de estar e convívio, encaminhamento para acesso aos benefícios socioassistenciais, banho e higiene pessoal, atividades culturais e recreativas, oficinas de preparação para o mundo do trabalho e geração de renda.

A casa Restaura-me oferecerá a esse morador de rua, além do atendimento às suas necessidades básicas e primárias como alimentação e higiene, atendimento social, psicológico e médico, atividades esportivas, evangelísticas, culturais, lúdicas e pedagógicas.

Essa variada grade de atendimentos e atividades tem como objetivo incentivar a permanência do morador de rua na Casa Restaura-me em tempo integral, fortalecendo e concretizando os vínculos de confiança e respeito através da atenção individual, da escuta incondicional e da reversão dos sentimentos outrora adquiridos na rua como o preconceito,o desprezo e a rejeição. 

Uma vez freqüentando assídua e continuamente a Casa Restaura-me, a pessoa em situação de rua será estimulada e preparada para avançar à terceira etapa do Ciclo de Reconstrução da Vida

 

ADOLESCENTES E CRIANÇAS 

Casa Naim

 

A Casa NAIM foi fundada no ano de 2000 e sua proposta desde então, é o acolhimento de crianças e adolescentes em situação de rua, por meio de abordagem na região central no município de São Paulo. Desde sua fundação prestou atendimento a 300 crianças e adolescentes, sendo que dentre algumas foram encaminhadas à adoção ou reinserção à sua família de origem.

           Seu principal objetivo é reparar danos de crianças e adolescentes de 0 a 17 anos e 11 meses, encaminhados pela Vara da Infância e Juventude, Conselho Tutelar e Pastoral de Rua, que se encontravam em situação de rua e/ou inadequação da convivência familiar.

O espaço físico é uma chácara composta por 3 casas de acolhimento caracterizadas por um ambiente familiar, com instalações adequadas para o convívio das crianças/adolescentes e adultos: funcionários, colaboradores e visitantes. No espaço Casa Naim, também contamos com área de lazer: 01 quadra poliesportiva, 01 piscina, 01 academia de artes marciais e 02 playgrounds. Os ambientes de estudo que comportam: 01 sala de música, 01 sala de artesanato, 01 brinquedoteca, 01 biblioteca e 01 sala de informática.

 

FAMÍLIAS

SASF

O Serviço de Assistência Social à Família e Proteção Social Básica no Domicilio, SASF, nasceu em 2011 e abrange a região do Distrito Jaraguá, sendo os bairros: Parque Taipas, Jardim Taipas, City Jaraguá, Panamericano, Jardim Rincão e Chica Luisa. O publico alvo deste programa são pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social, famílias beneficiárias dos Programas de Transferência de Renda, idosos e pessoas com deficiência. 

O objetivo do projeto consiste em fortalecer a função protetora da família, prevenindo agravos que possam provocar o rompimento de vínculos familiares e sociais e desenvolver ações junto a pessoas com deficiência, dadas a necessidade de prevenir confinamento e o isolamento, por meio da proteção social no domicílio, oferecer possibilidades de desenvolvimento de habilidades e potencialidades, estímulo à participação cidadã e construção de contextos inclusivos e promover aquisições sociais às famílias, potencializando o protagonismo e a autonomia de seus membros na comunidade.

As atividades desenvolvidas pelo SASF são visitas domiciliares às famílias, palestras, atendimentos individuais, eventos, reuniões socioeducativas, passeios e oficinas. Também são oferecidas oficinas sócioeducativas, cujos temas abordados são demandados pelas famílias participantes. Grupos de convivência de idosos com o intuito de promover o protagonismo e evitar o confinamento. O acompanhamento é oferecido a essas famílias por até dois anos, podendo também ser prorrogado esse tempo, conforme necessidade apresentada.


2

3